Muitas maneiras de ser multado por conta de faróis e luzes de seu carro – PARTE 3.

Farois e multas.jpg

Muitas maneiras de ser multado por conta de faróis e luzes de seu carro – PARTE 3.

 

Nas partes anteriores do tema sobre o uso de faróis e sistema de iluminação e as multas decorrentes do seu uso incorreto ou não uso. Mas, agora vamos falar de alguns outros itens que podem gerar multas e estar ligados ao sistema de iluminação do veículo.

Uma situação bem comum, é o uso do farol alto na cidade em vias com iluminação pública. Por esquecimento ou acionamento involuntário (queremos acreditar nisso!) muitos motoristas ou motociclistas circulam atrapalhando e cegando outros condutores em sentindo contrário em vias públicas com iluminação.

Esta situação gera multa e é o que vamos falar abaixo.

 

USAR FAROL ALTO EM VIAS COM ILUMINAÇÃO PÚBLICA

O CTB é claro! Veja abaixo.

Art. 224 - Fazer uso do facho de luz alta dos faróis em vias providas de iluminação pública:

Infração - leve;

Penalidade - multa.

 

Novamente, vamos nos socorrer do Anexo I do CTB que conceitua “luz alta” como:

... o “facho de luz do veículo destinado a iluminar a via até uma grande distância do veículo”, sendo que os seus requisitos, assim como de todo o sistema de iluminação e sinalização dos veículos, estão determinados pela Resolução do Conselho Nacional de Trânsito n. 227/07.

A utilização desta luz alta (farol alto) é estabelecida pela norma e circulação e conduta contido no artigo 40, inciso II, que assim dispõe:

Art. 40 - O uso de luzes em veículo obedecerá às seguintes determinações:

 

I - o  condutor manterá acesos os faróis do veículo, utilizando luz baixa, durante a noite e durante o dia nos túneis providos de iluminação pública e nas rodovias; (Redação do inciso I dada pela Lei n. 13.290/16).

II - nas vias não iluminadas o condutor deve usar luz alta, exceto ao cruzar com outro veículo ou ao segui-lo;

III - a troca de luz baixa e alta, de forma intermitente e por curto período de tempo, com o objetivo de advertir outros motoristas, só poderá ser utilizada para indicar a intenção de ultrapassar o veículo que segue à frente ou para indicar a existência de risco à segurança para os veículos que circulam no sentido contrário;

IV - o condutor manterá acesas pelo menos as luzes de posição do veículo quando sob chuva forte, neblina ou cerração;

V - O condutor utilizará o pisca-alerta nas seguintes situações:

a) em imobilizações ou situações de emergência;

b) quando a regulamentação da via assim o determinar;

VI - durante a noite, em circulação, o condutor manterá acesa a luz de placa;

VII - o condutor manterá acesas, à noite, as luzes de posição quando o veículo estiver parado para fins de embarque ou desembarque de passageiros e carga ou descarga de mercadorias.

Parágrafo único. Os veículos de transporte coletivo regular de passageiros, quando circularem em faixas próprias a eles destinadas, e os ciclos motorizados deverão utilizar-se de farol de luz baixa durante o dia e a noite.   

No caso aqui falado, o uso do farol alto, combinando os artigos 224 e 40 do CTB podem sim gerar uma multa.

Há quem entenda que o uso dos faróis de milha (de longo alcance, geralmente instalados acima dos parachoques) pode ser enquadrado no artigo 224 uma vez que a  Resolução n. 227/07 do CONTRAN, o define como um “farol adicional, de facho de luz concentrado e de alta intensidade, semelhante ao farol de luz alta, destinado a auxiliar a iluminação, à distância, à frente do veículo” – item 2.7.10.1.

Lembramos que o uso dos faróis de neblina ou auxiliares, geralmente instalados abaixo da linha do parachoques não deve ser dado como ilegal ou passível de multa. É que o farol de neblina nos termos da Resolução 227/07 é o farol utilizado para melhorar a iluminação da via em caso de neblina, nevasca, tempestade ou nuvem de poeira” – conforme item 2.7.20 da Resolução n. 227/07 – CONTRAN.

Mas fique atento, pois a  utilização o farol de neblina, em substituição ao farol principal, é punida nos termos do artigo 250 do CTB. 

Notem que é proibido, e logo gera multa, o uso do farol alto em vias públicas COM iluminação pública. Assim, naquela rua sem iluminação ou desprovida momentaneamente de iluminação pública, é autorizado o uso do facho em modo alto dos faróis.

Neste tipo de infração, o MBFT- MANUAL BRASILEIRO DE FISCALIZAÇÃO DE TRÃNSITO estabelece uma série de informações que devem conter no Auto de Infração para sustentar que a afirmação do agente condiz com o fato. Não havendo é um ponto a ser explorado, apesar de haver mais de uma dezena de regras sobre este assunto.

Para saber sobre a gravidade, pontos e outras informações clique aqui: https://www.multasbr.com.br/infracoes/transito/64400/fazer-uso-do-facho-de-luz-alta-dos-farois-em-vias-providas-de-iluminacao-publica-artigo-224-infracao-64400-codigo-brasileiro-de-transito/

Caso tenha recebido uma notificação de infração ou mesmo uma multa sobre este tema, entre em contato conosco, podemos lhe ajudar a encontrar nulidades e argumentos necessários para uma boa e robusta defesa.

Você se surpreenderá com o baixo custo para se defender e a qualidade de nosso atendimento.

MultasBR - Recurso
PONTOS NA CNH:
Não perca pontos
Solicite um recurso em apenas 10 minutos e pague somente R$ 19,90. Fácil, rápido e sem complicação.
Quanto custa?
QUANTO CUSTA?
Cada recurso custa R$ 19,90
Formas de Pagamento
FORMAS DE PAGAMENTO
Cartão de crédito, débito ou boleto (via PagSeguro)
Quando fica pronto?
QUANDO FICA PRONTO?
No mesmo dia
Como eu recebo?
COMO EU RECEBO?
Enviaremos um arquivo em PDF para o seu e-mail
Como eu recebo?
É SEGURO?
Sim, possuímos o selo de segurança do Google Safe Browsing. Você pode conferir a autenticidade clicando aqui